Blog

06
jun

Ciclo da agricultura de precisão e mapas de produtividade

A agricultura de precisão apresenta-se em forma de ciclo devido aos acontecimentos ocorrerem em uma determinada ordem, podendo ser separada em coleta de dados, análise e aplicação de insumos.

O ciclo da agricultura de precisão é formado pela geração de mapas de produtividade, amostragem de solo georreferenciada, pela análise do conjunto de dados, compilação e interpretação das informações e pelo monitoramento da lavoura.

 

Importância dos mapas de produtividade na agricultura de precisão

Uma das principais ferramentas da agricultura de precisão é o mapa de produtividade Ele nada mais é  que a informação mais completa para se visualizar a variabilidade espacial das lavouras. Devido sua grande importância é por ele que se inicia o ciclo da agricultura de precisão.

Esses mapas são uma representação gráfica de determinada área contendo informações georrefenciadas da produtividade de determinada cultura.

 

Geração e interpretação de mapas de produtividade

A geração e a interpretação de mapas de produtividade de culturas agrícolas é um dos segmentos da agricultura de precisão, que tem recebido especial atenção de pesquisadores e fabricantes de máquinas agrícolas.

A interpretação desses mapas compreende uma etapa demorada, que faz parte do processo de aprendizado do agricultor. É imprescindível para a correção dos fatores de produção que persistem ao longo do tempo, tais como a variação do tipo de solo na área plantada, acidez do solo em locais específicos, deficiência na aplicação de fertilizantes, locais com falta ou excesso de água.

A correta geração e interpretação de dados referentes à variabilidade espacial das lavouras é a etapa mais importante do processo da implantação da agricultura de precisão. São necessários de dois a três anos de mapeamento de produtividade para que informações relevantes sobre o potencial produtivo possam ser obtidas.

 

Potencialidade de uso dos mapas de produtividade

O mapa de produtividade produz informações detalhadas da produtividade da área e dá parâmetros para diagnosticar e corrigir as causas de baixas produtividades em algumas áreas do lavoura. São gerados em Kg ha-1 e sacas ha-1.

As potencialidades de uso dos mapas dentro da agricultura de precisão são muito importantes, principalmente nas tomadas de decisões.

Eles também definem as zonas de manejo, investigam os fatores de variabilidade, tem a possibilidade de correlacionar com fatores produtivos e podem definir a recomendação de adubação baseada na exportação de nutrientes pelas culturas.

 

Erros introduzidos em um mapa de produtividade

A qualidade das informações contidas nos mapas de produtividade são em função da correta instalação dos equipamentos nas máquinas agrícolas e a calibração correta dos mesmos. Mesmo assim, existem erros introduzidos nos mapas de produtividade, alguns podem ser eliminados por softwares e outros, não.

Os erros mais comuns são os que se referem à falhas grosseiras de posicionamento, produtividade ou umidade nula, interpretação incorreta da largura da plataforma, distância nula entre pontos, intervalo de enchimento da colhedora e dados discrepantes.

Você já conhecia o ciclo da agricultura de precisão e a importância dos mapas de produtividade? Assine nossa newsletter e continue recebendo nossos conteúdos em seu e-mail!