Arquivos: junho 2016

29
jun

A absorção dos fertilizantes foliares pelas plantas

A fertilização foliar consiste na aplicação de nutrientes em solução ou suspensão na parte aérea das plantas, visando suplementar ou complementar a nutrição da planta nos períodos de grande consumo de nutrientes, favorecendo assim o equilíbrio nutricional.

Pela aplicação de fertilizantes foliares se consegue fazer a correção de micronutrientes que têm baixas concentrações no solo e eficiência reduzida na aplicação via solo e dos macronutrientes em épocas de elevada exigência pelas plantas.

Vias de absorção dos fertilizantes foliares

Os processos pelos quais os fertilizantes foliares aplicados são posteriormente utilizados pelas plantas incluem a adsorção foliar, a penetração cuticular, que se dá pela travessia do elemento pela cutícula cerosa e paredes das células epidérmicas por difusão, absorção no interior dos compartimentos metabolicamente ativos na folha e posterior translocação a utilização do nutriente absorvido pela planta.

Estruturas epidérmicas, como estômatos e lenticelas, que podem estar presentes na superfícies de folhas e frutos, são permeáveis as soluções aplicadas a superfície e podem desempenhar papel importante na sua absorção.

Fatores que influenciam a absorção dos fertilizantes foliares

A absorção do nutrientes aplicados via fertilizantes foliares podem ser influenciados por fatores inerentes à folha, aos nutrientes, às soluções aplicadas e a fatores externos.

Fatores inerentes à folha

Para favorecer a absorção de nutrientes, a estrutura da folha deve ter cutícula fina, alta frequência de estômatos e, geralmente, a maior absorção ocorre na nervura central e nas margens das folhas. A presença de ceras e cutina fazem parte da composição química das folhas: quanto maior a presença, maior será a dificuldade de absorção. A idade da folha interfere na absorção devido as folhas mais jovem possuírem maior capacidade de absorção que as folhas mais velhas.

Fatores inerentes aos nutrientes

A velocidade de absorção foliar varia de nutriente para nutriente. Existem os nutrientes considerados móveis (N, P, K, Mg, Cl), os parcialmente móveis (S, Zn, Cu, Mn, Fe, Mo) e os imóveis (Ca, B). O raio iônico dos nutrientes também afeta a absorção, pois a velocidade de difusão aumenta quando diminui o seu raio iônico e vice-versa.

Fatores inerentes às soluções aplicadas

A concentração das soluções aplicadas em doses altas sobre as folhas podem não prejudicar algumas plantas, mas podem levar à morte plantas mais sensíveis. Deve-se ter cuidado com a mistura de nutrientes na mesma solução, para que o produto final seja benéfico a planta.

A presença de agentes surfactantes e molhantes impedem a evaporação da solução e diminuem a tensão superficial das gotas, promovendo melhor distribuição sobre a folha. O efeito do pH pode interferir, pois os cátions (+) são absorvidos em pH mais altos que os ânions (-).

Fatores externos

A luz é indispensável para a absorção foliar. A disponibilidade de água no solo faz com que a cutícula se mantenha hidratada favorecendo a penetração dos nutrientes. A temperatura ideal para absorção dos nutrientes fica em torno dos 21°C e quando há ocorrência de vento favorece a rápida evaporação da solução e a umidade atmosférica retardam e evaporação da solução, pois mantêm a cutícula hidratada.

Gostou de saber sobre os fatores que interferem na absorção dos fertilizantes foliares? Assine nossa newsletter e fique por dentro de todas as novidades!

21
jun

Equipamentos de produção utilizados na agricultura de precisão

A utilização da agricultura de precisão vem crescendo entre os produtores brasileiros, devido ao aperfeiçoamento no uso de insumos agrícolas, reduzindo impactos ambientais da produção, melhorando a gestão das propriedades.

De maneira rápida, essa tecnologia proporciona ao produtor rural uma grande variedade de informações, através de equipamentos acoplados a tratores, plantadeiras, colheitadeiras etc.

Alguns equipamentos de produção usados atualmente

Barra de luz

A barra de luz é utilizada para a orientação de um veículo em faixas adjacentes, com o propósito de diminuir a sobreposição entre passadas consecutivas e otimizar a eficiência das operações agrícolas.

Ela possui um conjunto de LEDs verdes que se mantêm ligados quando o veículo está mantendo o alinhamento programado ou liga um conjunto de LEDS vermelhos quando o veículo está se afastando do alinhamento programado.

Guia de linha de colheita

São sensores de linha montados em uma das linhas da colheitadeira que detectam os talos das culturas, sinalizando onde está a linha, os sinais fornecidos pelos sensores são integrados ao sinais do GPS para manter a colheitadeira na linha.

Piloto automático

Esse equipamento permite obter eficiência tanto em alinhamento em retas como em contornos, diminuindo consideravelmente falhas e sobrepasses na aplicação de fertilizantes e defensivos. Ele permite trabalho noturno, possibilitando aumento da produtividade da máquina.

Monitor de colheita

Ferramenta de grande importância que pode ser instalado em qualquer colheitadeira. Esse equipamento gera mapas de produtividade (a importância dos mapas de produtividade na agricultura de precisão já foi discutida aqui anteriormante), umidade, velocidade e perdas de grãos. O monitor realiza medições instantâneas de todo o fluxo de grãos de acordo com o sensor de impacto, o sensor de umidade converte a produção colhida em sacas secas ha-1.

Sensores de aplicação de nitrogênio

Esses sensores medem a reflectância de uma luz própria incidente sobre as plantas no momento em que estes passam sobre as culturas. Os sensores são embarcados no próprio veículo aplicador e, com isso, é possível se fazer a aplicação de nitrogênio com base nessa reflectância e o sinal dos sensores governa o controlador de doses da máquina em tempo real.

Vantagens na utilização destes equipamentos

As vantagens trazidas pela utilização da barra de luz são a maior acurácia no alinhamento, possibilidade de retorno ao ponto de parada da aplicação. Ela pode ser utilizada durante a noite, em qualquer estágio de desenvolvimento da cultura e não apresenta problemas com a velocidade do vento.

Com a utilização do guia de linha de colheita, a velocidade se mantém constante, a alimentação da máquina é continua e permite uma maior padronização da colheita.

Já o uso do piloto automático nas máquinas agrícolas causa menor cansaço do operador e maior velocidade das operações, aumentando o rendimento das operações mecanizadas e o direcionamento das operações em relação a redução da sobreposição.

A utilização do monitor de colheita permite a comparação dos dados colhido em cada área, da totalização dos tempos das operações agrícolas e maior exatidão no que está sendo colhido pela colheitadeira.

Os sensores de aplicação de nitrogênio fazem a utilização da dose correta de nitrogênio a ser aplicada em cada área, proporcionando incremento no rendimento, uniformidade da lavoura, redução do acamamento e redução dos custos.

Você tinha conhecimento dos principais equipamentos de produção utilizados na agricultura de precisão? Ficou com alguma dúvida? Comente! Assine nossa newsletter e receba mais conteúdos sobre esse assunto.

14
jun

Perspectivas para o mercado de defensivos agrícolas

Como ocorre no cenário mundial, o crescimento da produção agrícola nacional para responder ao aumento da demanda por produtos agrícolas seguirá dois caminhos: o aumento da área cultivado e o aumento da produtividade. Ambos terão impacto na demanda por defensivos agrícolas.

Outros fatores podem afetar a dinâmica do mercado brasileiro de defensivos agrícolas, como o surgimento de novas pragas, o desenvolvimento de novas tecnologias, a queda de patentes, tendo impactos tanto no volume, quanto em seu preço.

 

Desenvolvimento de novas moléculas e tempo de registro

O desenvolvimento de novas moléculas de defensivos químicos é um processo caro e demorado. Estima-se que o custo gire em torno de 200 a 250 milhões de dólares e um período de 10 a 12 anos.

Em torno de 50.000 substâncias são sintetizadas por ano. Destas, 500 são selecionadas como possíveis candidatas. Do total, são feitos 50 ensaios de campo, duas moléculas são apresentadas para registro e uma apenas chega ao mercado.

A empresa detentora da molécula precisa solicitar o registro do defensivo agrícola simultaneamente nos três órgãos regulatórios: ANVISA, MAPA e IBAMA. Para que possa efetuar a venda do produto é necessário o certificado de registro e o cadastro estadual. Essa tramitação pode levar em torno de 36 meses.

 

Tendências futuras para os produtos químicos

Há uma tendência para que ocorram algumas mudanças nas formulações dos produtos químicos ao longo do tempo para melhorar algumas características, entre elas podemos citar:

  • A substituição de solventes baseados em petróleo por solventes à base de água;
  • Formulações específicas para tratamento de sementes com melhor cobertura e liberação controlada do ingrediente ativo;
  • Formulações modernas com menor tempo de exposição durante o preparo da calda;
  • Melhor distribuição do produto no alvo;
  • Menor impacto no ambiente e,
  • Formulações específicas para produtos biológicos e microbiológicos.

 

Desafios a serem superados

Apesar da indústria de defensivos químicos investir alto em pesquisas e desenvolvimento de novas moléculas, ainda é preciso superar alguns desafios para agilizar a chegada destes produtos até o produtor. Dentre esses desafios, podemos citar:

  • Esclarecer a sociedade que é possível produzir alimentos seguros usando defensivos químicos;
  • Agilizar o processo de registro;
  • Aprimorar a regulamentação com a harmonização entre MAPA/ANVISA/IBAMA;
  • Priorizar o registro de novos produtos devido a exigência de países importadores e produção integrada;
  • Tecnologia de aplicação/uso correto e seguro devido a exposição do aplicador, dos resíduos e impactos ambientais.

 

Crescimento do mercado de defensivos agrícolas biológicos

O mercado mundial de defensivos agrícolas biológicos tem registrado índice de crescimento superior ao da indústria de defensivos químicos.  Esse crescimento se deve ao elevado custo para o desenvolvimento de um novo defensivo químico, maior demanda pela produção de alimentos sem resíduos e pelo fato do uso alternado com os produtos químicos permitir um prolongamento da vida útil do mesmo. Isso também se deve pela oferta limitada de novas moléculas de defensivos químicos e o avanço na área de defensivos biológicos com formulações mais resistentes e com maior vida de prateleira.

O importante papel que os defensivos biológicos exercem no manejo integrado de pragas (MIP) e os órgãos certificadores permitirem que os defensivos biológicos sejam registrados por alvo, assim podendo ser utilizados em todas as culturas. Todos esses fatores auxiliam nas perspectivas de crescimento nos próximos anos.

Gostou de saber mais sobre o mercado de defensivos agrícolas? Comente suas dúvidas e opiniões! Assine nossa newsletter e receba novas informações em seu e-mail!

09
jun

Vantagens do uso do Spray Fox na produtividade das culturas

O Spray Fox é mais um produto da Linha Valora e um dos grandes destaques do portfólio da Omega. Ele possui em sua formulação Nitrogênio (N) e Fósforo (P), que são macronutrientes essenciais para as culturas.

Os nutrientes que compõem o Spray Fox são considerados macronutrientes, pois fazem parte de moléculas essenciais. Eles são necessários em grande quantidades pelas culturas e têm função estrutural.

Importância dos nutrientes presentes no Spray Fox

Os nutrientes presentes no Spray Fox são de grande importância para o desenvolvimento das culturas, pois sem eles as plantas não conseguiriam atingir o seu desenvolvimento completo, chegando aos seu objetivo final, que é a produção de grãos.

Nitrogênio

É um dos nutrientes mais exigidos quantitativamente pelas plantas. Atua em todas as fazes: crescimento, floração e frutificação e apresenta alta mobilidade dentro da planta. As formas iônicas que o nitrogênio é absorvido pelas plantas são nitrato (NO3) e amônio (NH4+).

O nitrogênio está relacionado aos mais importantes processos fisiológicos que ocorrem nas plantas, como a fotossíntese, respiração, desenvolvimento e atividade das raízes, absorção iônica de outros nutrientes e também em seu crescimento.

Os sintomas de deficiência do nitrogênio são bem característicos. Entre eles podemos citar a paralisação do crescimento, o amarelecimento generalizado das folhas velhas devido à alta redistribuição do elemento, os baixos níveis de proteína nas sementes e nas partes vegetativas.

Fósforo

O fósforo é um nutriente vital da célula, estimula o crescimento e a formação do sistema radicular no início do desenvolvimento da planta, desempenha papel importante na transferência de energia da célula, na respiração e na fotossíntese. É um elemento móvel dentro da planta.

O suprimento de fósforo na fase inicial de desenvolvimento das culturas é de extrema importância, pois a falta do elemento neste estágio restringe o crescimento das plantas, comprometendo seriamente o rendimento final das mesmas, fazendo com que a planta não consiga mais se recuperar.

A deficiência de fósforo causa pequeno desenvolvimento de toda a planta (arroxeado característico), número reduzido de frutos e sementes, assim como atrasa seu florescimento.

As vantagens na produtividade das culturas pelo uso do Spray Fox

Conhecendo a dinâmica e a importância dos macronutrientes essenciais presentes no Spray Fox para o desenvolvimento das culturas, podemos concluir que a utilização do produto trará vantagens durante todo o seu ciclo das culturas, permitindo um ótimo estabelecimento inicial, fornecendo energia necessária para produção de proteínas e para uma nutrição equilibrada e fazendo com que a planta expresse todo o seu potencial produtivo.

Outra vantagem trazida pelo uso do Spray Fox é a presença de tensoativos/surfactantes na sua formulação, fazendo com que haja a diminuição da tensão superficial das gotas, melhorando a distribuição do produto nas folhas durante a aplicação.

Recomendações de uso do Spray Fox

O Spray Fox pode ser utilizado durante todo o ciclo das culturas, em todas as pulverizações ou quando houver necessidade de reposição de Nitrogênio e Fósforo durante o ciclo.

  • Uva, maçã e frutíferas em geral – a dosagem utilizada é 25 a 50 mL/100 L de água
  • Soja – recomenda-se a utilização de 40 mL ha-1
  • Milho – a dose é de 30 mL ha-1

Gostou das informações sobre o Spray Fox? Quer saber em detalhes as características técnicas e benefícios do produto? Acesse as páginas específicas do Spray Fox FI e do Spray Fox H e aproveite também para fazer o download dos informativos técnicos dos produtos.

08
jun

Os efeitos do Torange NB na pulverização

O Torange NB é um produto da Linha Valora da Omega Nutrição Vegetal e caracteriza-se por ser um fertilizante mineral constituído por Nitrogênio e Boro, além de macro e micro nutrientes importantes para o desenvolvimento das culturas.

É composto também por uma molécula natural, extraído da casca do citrus, que é um polímero vegetal: o D Limoneno. A sua formulação também apresenta tensoativos/surfactantes.

Importância do D Limoneno no Torange NB

O D Limoneno é um liquido incolor, volátil e oleoso, constitui a maior parte da composição do óleo essencial de plantas citrícas, naturalmente encontrado na casca das frutas como a laranja e o limão. É uma substância biodegradável que se decompõe naturalmente pelos microorganismos existentes no meio ambiente e apresenta baixa toxicidade.

Outra importante característica do D Limoneno é que ele pode atuar como condicionador de calda, podendo substituir o óleo mineral sem causar toxicidade às plantas e quebrando a tensão superficial da gota melhorando a aplicação dos defensivos agrícolas.

Tensoativo/surfactante presentes no Torange NB

Os tensoativos/surfactantes são amplamente utilizados, provavelmente o mais importante de todos os adjuvantes. Eles reduzem a tensão superficial da gota pulverizada, assegurando maior cobertura dos produtos aplicados na área foliar da cultura que está sendo tratada.

Estas substâncias podem influenciar diretamente na absorção dos defensivos agrícolas, através da mudança da viscosidade e da estrutura das ceras nas folhas, bem como na superfície do talo, facilitando assim a penetração dos defensivos.

Elas também produzem efeito molhante, aumentando a molhabilidade das superfícies; espalhante pela formação de um filme de líquido sobre a superfície onde foi aplicado e; penetrante através da baixa tensão superficial. Assim, os líquidos têm maior poder de penetração arrastando juntamente os defensivos agrícolas.

Nutrientes presentes no Torange NB

O Torange NB conta com a presença de um macronutriente essencial, o nitrogênio, e de um micronutriente essencial, o boro, muito importantes para o desenvolvimento das culturas.

O nitrogênio é essencial para a formação das proteínas, substâncias que fazem parte dos tecidos vegetais. Este elemento é o responsável pelo crescimento das plantas, produção de novas células e tecidos, além de promover a formação da clorofila, que captura e energia solar.

A deficiência do nitrogênio em plantas inibe rapidamente o crescimento do vegetal,  que podem apresentar coloração verde-pálida ou amarelada devido à falta de clorofila. Esse quadro de clorose (amarelecimento das folhas) ocorre sobretudo nas folhas mais velhas. Sob deficiência severa, as folhas tornam-se completamente amarelas e caem.

As principais funções do boro são facilitar o transporte de açúcares através das membranas, florescimento, processo de frutificação, absorção de cálcio, absorção de água e a formação da parede celular. Quando as plantas estão com deficiência de boro podem apresentar redução no crescimento, diminuição da superfície foliar, crescimento reduzido de raízes, abortamento floral, diminuição da concentração da clorofila, entre outros efeitos indesejados.

Para o bom desenvolvimento vegetativo e reprodutivo das plantas devemos sempre fazer o monitoramento nutricional das mesmas e realizar as aplicações de Torange NB, evitando assim perdas na produtividade das culturas.

Indicações de uso do Torange NB

O Torange NB é um fertilizante foliar indicado em caso de deficiência de boro e nitrogênio, podendo ser utilizado em frutíferas, soja, citrus, feijão, trigo e milho. A dosagem recomendada é de 1,0 a 2,0 mL por litro de água ou em baixo volume 100 mL ha-1.

Quer saber mais detalhes sobre o Torange NB? Assista ao vídeo, preencha nosso formulário e receba todas as informações técnicas do produto.

Página 1 de 212