Arquivos: maio 2016

30
maio

As vantagens e desvantagens dos transgênicos na agricultura

Os transgênicos envolvem organismos que contêm um ou mais genes transferidos artificialmente de outra espécie. O principal objetivo da técnica é selecionar plantas e animais mais resistentes a doenças, pragas, agrotóxicos e mudanças climáticas, e que sejam também mais nutritivos e produtivos.

Existem várias culturas comerciais transgênicas, entre elas estão a soja, milho, algodão, canola, arroz, batata e tomate. Muitas outras culturas estão em teste para entrar no mercado futuramente. Abaixo vamos citar algumas vantagens e desvantagens dos transgênicos na agricultura.

 

Vantagens do uso de transgênicos

  • Aumento da produtividade pela maior resistência as pragas e doença;
  • Redução nos custos de produção;
  • Aumento da resistência induzida, diminuindo assim a necessidade do uso de herbicidas;
  • Plantas que toleram condições ambientais mais agressivas (geadas, secas, solos salinos);
  • Produção de alimentos de maior qualidade nutricional;
  • A maior resistência dos alimentos ao armazenamento por períodos maiores;
  • Produção de anticorpos em plantas transgênicas e a possibilidade de a distribuição em massa;
  • Introdução de novas características não existentes no organismo em seu estado original;
  • Possibilidade de vacinação através dos alimentos (uso de antígenos). 

 

Desvantagens e riscos do uso de transgênicos

À saúde humana:

  • Aumento das alergias pela transferência de genes de uma espécie para a outra;
  • Prejudicar seriamente o tratamento de algumas doenças de homens e animais. Isto ocorre porque muitos cultivos possuem genes de resistência antibiótica. Se o gene resistente atingir uma bactéria nociva, pode conferir-lhe imunidade ao antibiótico, aumentando a lista, já alarmante, de problemas médicos envolvendo doenças ligadas a bactérias imunes;
  • Aumento de resíduos de agrotóxicos pela utilização mais intensa, cujos resíduos permanecerão nos alimentos e poluirão os rios e o solo.
  • Efeitos a longo prazo não são conhecidos.

 

Ao meio ambiente:

  • Perda da biodiversidade;
  • Pelo fluxo gênico pode ocorrer a transferência de gens da planta transgênica para uma espécie diferente que pode ser um parente silvestre ou plantas daninhas sexualmente compatíveis;
  • Desenvolvimento de resistência em pragas e doenças, se houver a transferência do gen resistente da planta;
  • Surgimento de super pragas (resistentes a herbicidas e inseticidas).

 

Dúvidas sobre a utilização de transgênicos

Existem muitas dúvidas sobre a utilização dos transgênicos, entre elas está a avaliação de riscos. Todos os produtos modificados geneticamente encontrados no mercado hoje passaram por análise de ricos ambiental e para a saúde humana. Estas avaliações são completas e não indicaram nenhum risco para a saúde humana.

 

Transgênicos no Brasil

O Brasil encontra-se hoje em segundo lugar na produção mundial de transgênicos. As pesquisas sobre e o desenvolvimento tecnológico de alimentos transgênicos são conduzidos pela Embrapa. A partir da Lei de Biossegurança (Lei 11105/05), a responsabilidade pela autorização do plantio e comercialização deste tipo de alimentos é feita pela Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio).

Estão em análise pela CTNBio plantas resistentes a outros herbicidas, com o objetivo de permitir que os agricultores realizem a rotação de princípios ativos.

A médio e longo prazos, pode-se pensar em plantas resistentes a estresses abióticos, e variedades com propriedades nutricionais melhoradas, entre as quais, alface com mais ácido fólico.

O que você acha sobre a utilização de transgênicos na agricultura? Compartilhe sua opiniões conosco. Para receber nossas novidades, assine a nossa newsletter e não perca mais nenhum artigo!

27
maio

Fatores que podem influenciar o preço da soja

O Brasil é o segundo produtor mundial de soja, sendo superado apenas pelos Estado Unidos. O complexo soja é, atualmente, o principal produto das exportações brasileiras.

Além disso, a soja é uma das principais commodities produzidas mundialmente. A dinâmica do mercado da soja é dividida em países produtores/exportadores e países consumidores/importadores.

 

Fatores que influenciam a formação de preços da cultura da soja

Cotação da soja na Bolsa de Chicago (CBOT)

É na bolsa mercantil de Chicago que são negociados os contratos futuros da soja. São negociados em sete vencimentos e cada contrato é referente a 5.000 bushels, ou seja, 136 toneladas, negociados em dólar/bushel. Esses vencimentos são referências para formação do preço do grão no mercado físico internacional.

Prêmio de exportação da soja

Após a definição do preço da soja no mercado internacional, compara-se este valor com o preço do produto dentro do navio, no porto onde será feita a exportação, ou seja, preço FOB (free on board) da soja. A diferença entre estes valores é definida como prêmio de exportação, podendo ser positivo ou negativo. Este valor varia de acordo com o porto utilizado para exportação do produto.

Despesas portuárias

Para a utilização dos portos há três tipos de gastos: as taxas portuárias, referentes à utilização de infraestrutura portuária e utilização de infraestrutura terrestre; o custo de oportunidade de estoques no caminhão, devido às filas e demora em descarregar e; a remuneração por estadia, devido à utilização de armazéns no porto.

Frete

O custo do transporte da soja da região produtora até o porto é significativo no processo de formação de preço da soja, principalmente no mercado interno brasileiro, devido ao fato de as regiões produtoras serem distantes dos principais portos utilizados para a exportação.  A soja é transportada a granel, onde há perdas devido as más condições das estradas. Devido a isto, inclui-se uma perda de 0,5% do valor referente à receita bruta.

Fator cambial

O câmbio é um dos fatores que mais influenciam a formação da soja no mercado interno. Ele influencia o preço FOB da soja e o valor do frete, pois o diesel também é influenciado pelo preço do dólar, além das despesas portuárias, que também cotadas em dólar. Devido ao valor de nota, no porto, ser colocado em reais e a sua exportação ser calculada em dólares, há uma taxa de corretagem para o agente financeiro, que é de 0,1875% da receita bruta.

Impostos

Sobre a exportação incide-se, no valor total do produto, vários impostos, destacando-se o PIS (Programa de Integração Social), COFINS (Contribuição para Financiamento da Seguridade Social) e ICMS (imposto sobre operações relativas à circulação de mercadorias e sobre prestações de serviços de transporte interestadual, intermunicipal e de comunicação).

 

Importância da China na formação do preço da soja

A China representa quase 65% das importações mundiais da soja em grão, segundo o departamento norte-americano, demonstrando a tamanha relevância que este país representa no mercado mundial da oleaginosa. Assim, qualquer oscilação na economia chinesa que comprometa o fluxo da sua demanda por soja pode, portanto, comprometer o quadro de oferta e demanda mundial da commodity.

Você acha que existem outros fatores que influenciam o preço da soja? Compartilhe conosco a sua opinião. Para não ficar de fora das novidades, assine a nossa newsletter e não perca mais nenhum artigo: o cadastro fica na parte inferior da página!

16
maio

5 funcionalidades das máquinas agrícolas na agricultura de precisão

A agricultura de precisão é uma técnica inovadora, porém já considerada por muitos profissionais do ramo da agronomia como essencial para garantir bons resultados na sua atividade agrícola. Além dos vários conhecimentos de aplicação assertiva de fertilizantes, do acompanhamento detalhado de indicadores da lavoura, e do treinamento regular dos profissionais que atuam diretamente no campo, uma das características mais tradicionais da agricultura de precisão é o uso de máquinas agrícolas para elevar o nível das atividades realizadas.

Nesse artigo vamos entrar em detalhe sobre as funcionalidades das máquinas agrícolas na agricultura de precisão e como elas podem trazer benefícios para qualquer tipo de atividade realizada no campo. Confira!

Controle via GPS

A grande maioria das máquinas agrícolas utilizadas nas técnicas de agricultura de precisão contam com o suporte da tecnologia GPS. O GPS, geralmente aplicado nas máquinas e gerenciado em um aplicativo unicamente desenvolvido para acompanhar seus mapas e informações, garante ao profissional agrônomo um amplo controle das atividades realizadas no campo.

É possível também realizar o controle dessas próprias máquinas via GPS, executando manobras e movimentos com tratores, máquinas de fertilização e de aplicação de produtos químicos, sem a necessidade da presença de uma pessoa para guiá-los.

Sistema de mapeamento da colheita

Você já pensou em ser capaz de mapear sua colheita de maneira completa, sem precisar de ter que ir ao campo para essa finalidade? Uma das funcionalidades que podem ser obtidas com o uso da agricultura de precisão é o acompanhamento da atividade de plantação e colheita da lavoura com a ajuda de sensores e satélites. Esses equipamentos são capazes de gerar um mapeamento completo e avançado do terreno, garantindo que o agricultor consiga avaliar toda a extensão em que atua.

Uma das vantagens dessa funcionalidade é permitir que o produtor valorize, por exemplo, zonas em que a plantação não está sendo valorizada, controlar melhor o uso de fertilizantes e até mesmo fazer uma distribuição hídrica mais inteligente.

Melhor controle da aplicação de produtos agrícolas

Provavelmente a característica da agricultura de precisão que você mais conhece é a capacidade de aplicar e distribuir, de maneira assertiva e homogênea, os produtos fertilizantes e protetores da lavoura. Por isso, sem sombra de dúvidas, uma das funcionalidades que as máquinas agrícolas oferecem para esse tipo de técnica é a capacidade de tornar mais eficiente as atividades de fertilização e tratamento químico da plantação.

Dessa maneira, além de garantir a aplicação inteligente e equilibrada desses produtos, protegendo o meio ambiente, é possível que o profissional agrícola economize também no uso desses materiais indispensáveis para aumentar a produtividade da sua lavoura.

Gerenciamento de todas as informações da lavoura em uma plataforma

Os sistemas de integração de informações de todas as máquinas utilizadas na sua lavoura, também tem conquistado espaço na sala do gestor desse ambiente agrícola. Como todas essas máquinas são capazes de emitir relatórios e dados relevantes para análise, é interessante contar com um sistema que permita o registro dessas informações para uma análise geral da atividade executada. Essa é, portanto, outra funcionalidade extremamente interessante que as máquinas agrícolas trouxeram para a agricultura de precisão.

Benefícios obtidos com essas funcionalidades

As funcionalidades acima, naturalmente, trazem diversos benefícios para a atividade profissional do engenheiro agrônomo e sua equipe de trabalho no campo. Listamos abaixo as principais vantagens observadas com o uso desse maquinário específico:

  • Maior precisão no uso de fertilizantes e produtos químicos;
  • Melhor distribuição do trabalho dos profissionais no campo;
  • Maior rentabilidade da atividade;
  • Redução dos custos de produção;
  • Garantia de tomadas de decisão certas;
  • Maior controle de toda a atividade executada no campo;
  • Proteção ao meio ambiente.

Você já faz uso das máquinas agrícolas na sua estratégia de agricultura de precisão? Compartilhe conosco suas experiências e dúvidas sobre o assunto!

10
maio

6 dicas de automação na agricultura para você produzir mais

Para acompanhar as demandas e as novas tendências do mercado agrícola, o produtor rural deve buscar sempre maneiras de tornar a sua produção mais rentável e eficiente. Sabemos, entretanto, que fatores naturais, como o clima, a presença de pragas e a qualidade do terreno, assim como de estratégia, como a mão de obra profissional e investimento em materiais e equipamentos, podem influenciar diretamente na capacidade do produtor rural de entregar o resultado imaginado e planejado para sua lavoura.

Automatizar o seu processo de produção, tornando-o mais inteligente e eficiente, é portanto uma estratégia para quem precisa melhorar o seu resultado para atender as demandas do mercado. Você está pronto para fazer isso? Confira algumas dicas de automação da agricultura, para melhorar a sua produtividade!

Valorize a adubação inteligente

Uma estratégia básica de automação das suas atividades agrícolas é praticar o que especialistas chamam de adubação inteligente. A adubação inteligente é feita com ajuda de um estudo do ambiente da plantação, que ajuda a compreender melhor o perfil e as necessidades das culturas desenvolvidas naquele local. Dessa maneira o planejamento da adubação é feita de maneira personalizada, valorizando não apenas o aumento da produtividade, como também mais economia no investimento realizado para adubar a sua lavoura.

Nunca deixe de usar os defensivos agrícolas

Defensivos agrícolas, apesar de serem práticas que muitos agricultores tentam evitar, são estratégias também essenciais de automação da agricultura, especialmente em quadros de descontrole da ação de determinadas pragas. É preciso, entretanto, utilizá-los de maneira inteligente e muito pontual, evitando maiores complicações na qualidade do ambiente em que sua lavoura será desenvolvida.

Estude bem a época ideal de colheita

Outra estratégia importante de automação da agricultura é conhecer muito bem o comportamento da sua plantação, para que a colheita seja feita da melhor maneira possível – e especialmente, na época ideal para que isso seja realizado.

Colher os produtos na época certa não é somente uma estratégia para buscar os melhores resultados da sua plantação, atendendo às demandas do mercado, mas também um importante cuidado para garantir que sua lavoura seja capaz de continuar produzindo em alta qualidade, graças ao respeito do tempo de recuperação e desenvolvimento de cada tipo de cultura.

Irrigue corretamente a produção com materiais automatizados

Usar da tecnologia também é uma estratégia importante para garantir maior produtividade na sua agricultura – e essas alternativas, inclusive, carregam consigo o real significado do termo automação, que foi aqui adaptado para a realidade rural. A utilização de equipamentos e materiais de irrigação automatizados também ajuda a garantir melhor resultado da lavoura por atuar, não somente na hidratação das plantas, mas também na melhor distribuição dos fertilizantes, defensivos e suplementos nutricionais aplicados na plantação.

Use os benefícios dos maquinários automáticos

Além dos modelos de irrigação automatizada, a tecnologia trouxe para a agricultura também a possibilidade de utilizar veículos de colheita, fertilização e defesa com piloto automático, necessitando de menor influência da mão de obra humana nessas atividades operacionais. Dessa maneira, melhores resultados são obtidos.

Explore os benefícios do GPS agrícola

Você já ouviu falar em GPS agrícola? Essa tecnologia de automação também é capaz de modificar, completamente as ações realizadas no campo, permitindo que estratégias de nutrição, plantação e até mesmo colheita sejam feitas de maneira mais inteligente e planejada – garantindo, é claro, os melhores resultados possíveis.

Quais dessas dicas de automação na agricultura você já aplicou na sua produção rural? Compartilhe conosco suas dicas e opiniões sobre o assunto!

03
maio

Agricultura de Precisão – Como funciona o GPS agrícola

A agricultura de precisão é um conceito que tem se tornado cada vez mais frequente e comum nas plantações e lavouras em todo o Brasil. O motivo dessa popularização de uma técnica tão específica para nutrição e desenvolvimento das plantas é a sua capacidade de aumentar a produtividade, com uma boa relação custo-benefício dos investimentos que podem ser realizados.

Uma das várias técnicas da agricultura da agricultura de precisão, que tem se tornado comum com o avanço do uso da tecnologia nas produções rurais, é o uso do GPS agrícola. Nesse artigo vamos falar um pouco mais sobre esse assunto, apresentando suas principais características e benefícios de seu uso. Confira!

GPS agrícola: o que é?

O GPS agrícola nada mais é do que a tecnologia do GPS – Global Positioning System – utilizado em benefício das técnicas de nutrição e desenvolvimento de uma plantação de qualquer escala. O GPS conta com a ajuda de 24 satélites posicionados na órbita do globo, permitindo que dispositivos específicos consigam traduzir informações de posicionamento fornecidas por esses equipamentos localizados a quase 20 mil km da Terra.

Apesar de ter sido desenvolvido, inicialmente, para fins militares e, atualmente, ser bastante utilizado por dispositivos e aplicativos que demandam essas informações de posicionamento para diversas situações (traçar rotas, por exemplo), a agricultura tem usufruído dos benefícios dessa tecnologia para melhorar suas técnicas de produção.

Como essa técnica ajuda o profissional que atua no campo?

O GPS agrícola auxilia os profissionais que atuam em uma plantação fazendo um mapeamento completo da área utilizada para produção, permitindo que eles tenham uma visão global das ações que são tomadas nesse ambiente. Ele permite que o produtor não precise caminhar por toda a extensão de sua plantação para poder acompanhar o desenvolvimento das plantas e os resultados de sua colheita, visto que ele terá, em uma tela de um dispositivo especifico esse mapeamento completo – e ao vivo.

Quais são os benefícios oferecidos pelo uso do GPS agrícola?

O GPS agrícola é capaz de fornecer diversos benefícios para o produtor rural, que são uma consequência dessa capacidade de mapear todo o ambiente da plantação, com o uso de apenas alguns dispositivos. Citamos algumas das suas vantagens abaixo:

Não necessita de internet ou telefone para funcionar

Como o GPS é um sistema de satélite, ele não necessita que você tenha um sinal de internet ou telefone para que consiga mapear todo o seu campo de produção. Isso permite que até mesmo os locais com grande dificuldade de comunicação, consigam fazer um importante mapeamento de seu espaço.

Transmissão em tempo real

O GPS não lhe fornece um mapa estático, mas sim uma oportunidade de fazer um acompanhamento em tempo real de toda a sua área de produção, permitindo que você atue com correções e ações imediatamente após identificar o problema.

Geração de mapas

O GPS também permite que você consiga gerar mapas do seu ambiente produtivo, para usar em reuniões com sua equipe de campo ou até mesmo para desenvolver estratégias com a ajuda dessas informações.

Capacidade de identificar locais que já foram pulverizados

Quando o GPS é conectado com um pulverizador, é possível identificar no mapa produzido por ele, os pontos que já passaram por esse processo de fortalecimento, evitando que você utilize o produto em um mesmo ponto da sua lavoura.

Instalação simples e fácil acompanhamento

O GPS agrícola é um produto de simples instalação e utilização considerada praticamente intuitiva, visto que estamos cada vez mais habituados ao uso desses sistemas de localização no nosso dia a dia.

 

Você já tinha ouvido falar no sistema de GPS agrícola antes? Compartilhe conosco suas dúvidas e opiniões sobre o assunto!